Concurso Cultural

Inscrições encerradas

Prêmio Autoinforme de Estudantes de Jornalismo

O Prêmio Autoinforme de Estudantes de Jornalismo  tem como objetivo apresentar o setor automotivo aos estudantes, apresentar o jornalismo automotivo, mostrar as alternativas no mercado de trabalho em seus inúmeros segmentos e criar um network com estudantes dando-lhes apoio para seus trabalhos acadêmicos e profissionais.
Em sua sétima edição, o Prêmio Autoinforme de Estudantes de Jornalismo, sempre com o apoio da Hyundai Motor Brasil, se solidifica como um dos mais importantes do setor, atraindo a atenção de estudantes das mais renomadas faculdades de jornalismo do País. E tem o apoio contundente de professores, coordenadores e dirigentes de instituições de ensino, que colaboram com entusiasmo, num reconhecimento de que o evento é um importante instrumento de aprendizagem e uma oportunidade de iniciação dos alunos no relacionamento com a vida profissional.

Prêmio Autoinforme 2020

Para participar do VII Prêmio Autoinfome Estudantes de Jornalismo 2020 o estudante precisa produzir uma reportagem com o tema “A mobilidade pós pandemia” e anexar na página de inscrição.
A reportagem será analisada e aprovada e então o estudante receberá uma resposta validando sua participação.

Serão duas categorias de premiação:
Reportagem de texto
Reportagem de rádio e/ou vídeo

Os autores dos melhores trabalhos (texto, rádio/vídeo) receberão o troféu correspondente.

O autor do melhor trabalho entre todos receberá um Notebook. O segundo e o terceiro colocados de cada categoria receberão uma placa de homenagem.

Os seis classificados serão convidados a uma visita monitorada à fábrica da Hyundai em Piracicaba, sendo recebidos pela diretoria da montadora.

Um dos participantes do prêmio – classificado ou não – será convidado a fazer um estágio na Agência Autoinforme.

Tema do ano: a mobilidade pós pandemia

Como não poderia deixar de ser, o tema do VII Prêmio Autoinforme de Estudantes de Jornalismo vai tratar do mundo pós corona vírus, o chamado “novo normal”, com o objetivo de discutir as mudanças que a pandemia vai gerar no mundo da mobilidade.

São quase infinitas as questões sobre mobilidade que podem ser abordadas nas matérias para concorrer ao Prêmio Autoinforme de Estudantes de Jornalismo 2020. Veja a seguir algumas sugestões

Sugestões de pauta

 1) Tido como uma “bolha de proteção”, o transporte individual vai ocupar um lugar ainda mais importante na sociedade pós pandemia. Na China já se notou o aumento das vendas de carros e a redução do uso do transporte coletivo.

2) É o fim do carro por aplicativo? As locadoras já receberam 160 mil carros de volta de motoristas do Uber, 99, Cabify, de motoristas que desistiram de trabalhar com aplicativo.

3) Empresas de ônibus passam a equipar seus veículos com tecidos anti-vírus. Duas empresas químicas em São Paulo já fornecem o material para fabricantes de bancos e forrações.

4) Assim como aconteceu após a gripe Espanhola (1918), o homem vai voltar com muita vontade de viajar, mas vai fazê-lo num formato bem diferente. Como serão as viagens pós pandemia?

5) As grandes cidades vão mudar a dinâmica de mobilidade. Já se nota menos carros nas ruas, mais bicicletas e caminhadas ao ar livre. O carro vai ser substituído pela bicicleta?

6) O home office já está se definindo como normalidade, os deslocamentos vão diminuir, a mobilidade urbana será mais fluida e prazerosa. Serão reduzidas as emissões de gases do efeito estufa.

7) As regiões centrais das cidades serão valorizadas, locais onde o cidadão poderá ter tudo à mão, sem grandes deslocamentos, fazendo uso de outros modais de transportes além do carro.

8) As cidades vão repensar sua atribuição? Os gestores vão redesenhar os espaços públicos, privilegiando o pedestre e optando por modais de transporte de menor impacto ambiental e criando boulevards. Especialistas prevêem a busca por espaços abertos, parques, áreas verdes, evitando aglomerações.

9) Grandes cidades do mundo viram desaparecer o trânsito pesado e a poluição atmosférica durante a pandemia e muitas delas fazem projetos para que esses ganhos se perpetuem, com a redução da circulação e das emissões de poluentes.

10) O transporte coletivo vai aumentar a frota e reduzir a capacidade dos ônibus e assim dar mais conforto ao usuário.

11) Haverá espaço para o uso de pequenos veículos, até com tração humana, como o riquixá. o tuc tuc, ou, ainda, os pequenos veículos de transporte de pessoas e cargas usados na cidade de Parintins, no Amazonas.

12) O transporte aéreo vai sofrer profundas alterações com medição de temperatura e testes, fim do serviço de bordo, máscaras obrigatórias. O design dos aviões vai mudar: poltronas espaçadas, sem o assento do meio e divisórias entre assentos.

Orientação

 Os estudantes poderão ter a orientação do jornalista Joel Leite e da equipe da Autoinforme para a produção da reportagem. Disponibilizamos também aos participantes o nosso banco de dados e nosso estúdio de gravação e podemos indicar fontes para as suas reportagens.

As faculdades interessadas poderão solicitar a apresentação do prêmio online pelo jornalista Joel Leite.