Alunos da São Judas discutem energias limpas

Discussão na unidade da Mooca chegou até a antipartícula como geradora de energia

 

O tema Energias Limpas para a Mobilidade levantou discussões muito pertinentes durante a apresentação do Prêmio de Estudantes de Jornalismo que o jornalista Joel Leite fez na Universidade São Judas Tadeu da Mooca, zona leste de São Paulo.

A aluna Giovanna Vaccaro levantou um questionamento sobre as antipartículas e como elas podem gerar energia através de uma explosão energética. “A quantidade de energia elétrica gerada com esse tipo de experiência é capaz de alimentar a cidade de São Paulo inteira por um mês” disse a estudante, questionando:

“Se eles conseguem fazer isso e atender a demanda energética de uma cidade, imagina o que poderiam fazer com o carro!”.

Outros alunos quiseram entender se o carro elétrico é viável para o Brasil, se os preços vão baixar, sobre autonomia das baterias, sobre a mudança da indústria, empregabilidade, novas tecnologias e até carros solares.

A professora de Comunicação das Organizações Ana Vasconcelos considera o tema muito relevante porque está presente no cotidiano e gera reflexão nos alunos.

“Eu acho que a participação no Prêmio Estudantes de Jornalismo é uma grande chance que os nossos alunos têm de ganhar visibilidade, de entrar no mercado de trabalho, de terem acesso à fontes de informação e de participar do grupo da Autoinforme”, disse a professora.

O Prêmio Autoinforme de Estudantes de Jornalismo tem o apoio empresarial da Hyundai Brasil. As inscrições podem ser feitas até o dia 15 de novembro no site autoinforme.com.br.